Flamengo
Página Inicial
História do Flamengo
Craques
Notícias Flamengo
Grandes elencos
Jogos imortais
Sala de Troféus
Vídeos do Flamengo
Títulos do Flamengo
Estatísticas
Crônicas
Cronologia
Curiosidades
Escudos
Uniformes
Donwloads
Hino do Flamengo
Mascote
Sedes
Letras de músicas
Frases famosas
Links
Mural da torcida
E-mail

 

Flamengo Campeão da Taça Libertadores 1981

 

História

No melhor ano da história do Flamengo, 1981, para chegar ao título do Mundial Interclubes, o Rubro-Negro teve que ser campeão também da Taça Libertadores da América. Com grandes atuações de Zico, a equipe foi campeã praticamente invicta, perdendo apenas um jogo, o segundo da decisão, e carimbou o passaporte rumo a Tóquio.

Imagem do jogo entre Flamengo e Cobreloa, no Uruguai

Imagem do jogo entre Flamengo e Cobreloa, no Uruguai

Depois de passar por clubes como o Cerro Porteño, o Atlético-MG e o Jorge Wilsterman, o Fla chegou à final contra o Cobreloa, do Chile. O primeiro jogo da decisão foi disputado no Maracanã, com mais de 93 mil pagantes. O Mengo não decepcionou, e venceu por 2x1, com dois gols do Galinho de Quintino.

Com a vantagem, o time foi para a segunda partida como favorito. No entanto, jogando contra uma marcação forte e violenta do Cobreloa, o Fla não conseguiu impor seu ritmo habilidoso e veloz, jogando no Uruguai, e foi derrotado por 1x0. Por isso, a final foi levada para uma terceira e decisiva partida, onde o vencedor levaria o título.

Em mais um show de Zico, no inesquecível dia 23 de novembro de 1981, o Flamengo bateu os chilenos por 2x0, e para delírio da imensa Nação Rubro-Negra, se sagrou o melhor time das Américas. Time que depois sagraria-se o melhor do mundo.

O Elenco

Time antes do terceiro jogo da Final da Taça Libertadores - FlaEstatística

Time antes do terceiro jogo da Final da Taça Libertadores - FlaEstatística

Goleiro: Raul

Lateral-Direito: Leandro
Zagueiro: Marinho
Zagueiro: Nei Dias
Lateral-Esquerdo: Júnior

Volante: Adílio
Volante: Andrade
Meia: Zico

Ponta de Lança: Tita
Ponta de Lança: Lico
Centroavante: Nunes

Técnico: Paulo César Carpeggiani
Reservas: Cantarelli, Figueiredo, Peu, Anselmo, Mozer, Baltazar e Baroninho.


Última atualização: 27/09/13. Política de privacidade  |  Mapa do Site